segunda-feira, 12 de março de 2012

Biscoiteira sim, e daí?


      Ultimamente eu tenho visto muito esse termo nos blogs de moda (e nos outros também). Os bracinhos de "biscoiteira" são aqueles bracinhos gordinhos, diferente do "padrão modelético" ideal.
    Não gosto de como esse adjetivo virou algo pejorativo. Vejo muitas mulheres se depreciando ou depreciando umas às outras por causa do diâmetro de seus braços. Isso na minha opinião é horrível e cruel. Porque passamos a nossa vida toda nos preocupando com aquela gordura localizada na barriga, nas coxas, no bumbum. Fazemos o possível para estar com tudo em cima nesses lugares e, de repente é acrescentado mais um item na lista. E um item bem complicado, porque vamos combinar né, gente, braço não é uma coisa fácil de afinar, tudo isso por causa de uma coisa chamada "biotipo".
       Se você faz o estilo Paola Oliveira, Cléo Pires, Kim Kardashian e Scarlet Johansson e tantas outras "boazudas", é muito difícil você ter o braço igual ao da Adriana Lima, ou da Gisele Bundchen, ou qualquer outra top internacional (não de uma forma saudável). Agora me diz: a grossura ou não do braço dessas primeiras moças as tornam feias? Ou melhor ainda: as tornam gordas? Não, né? (a não ser que você seja recalcada ou alienada com esse padrão de beleza esquelético). Então por que essa palhaçada toda?
      Você pode estar pensando agora: "Mas o que essa gorda está falando? Ela nunca foi magra para saber!". Acontece que eu já fui sim. Já cheguei a 48 quilos (o que segundo o personal da academia é 4 quilos a menos do meu peso ideal). E nessa época, quando tudo secou, adivinha quem continuou lá, gordinho? Mais fininho, é verdade, mas ainda podendo ser enquandrado no nível biscoiteiro. Então não tem jeito, minha gente: se ser biscoiteira estar no seu DNA, não tem como você fugir dele (a não ser que você desenvolva algum distúrbio alimentar).
       Agora uma vez que você se aceitou como é, você é obrigado a ouvir (e ler) coisas do tipo: "Ah, quem tem braço gordinho tem que tapar, esconder, não fica bem." Dá vontade de mandar quem fala isso para aquele lugar. Quer dizer que aqui no Brasil, nesse calor infernal que faz nos 3 primeiros meses do ano (e em alguns lugares no ano inteiro) a maioria das mulheres  (por que sim, a mulher brasileira é biscoiteira por natureza, basta olhar nas ruas para tirar a prova) tem que andar com braço tapado para ser "elegante", estar "bem vestida"? Fala sério!
       Nos aceitar como somos é o primeiro passo para nos sentirmos bonitas. Conhecer o nosso corpo e saber o que ficam bem ou não na gente também ajuda. Mas nada de sentir vergonha do que não é para sentir. Barriga gordinha não é mesmo uma coisa lá muito bonita, mas braço gordinho não tem nada demais!
         

4 comentários:

  1. Acho que falta sal nesse blog e seu braço fia é de biscoiteira sim. Esse fundo preto é para dar bossa ao luuk?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bossa??? Hahahahaha
      Em tempos de “glamour”, eis que surge um ser com a palavra “bossa”!!!
      Hahahahahahahaha

      Excluir
  2. Que pessoinha mais cocozenta vc, hein anonimo? Nem pra falar o seu nome. Além de recalcada é covarde! Liga não, autora, o texto é ótimo, adorei! Sou biscoiteira mas sou feliz, ao contrário de certas pessoas por aí! Abraços rechonchudos!

    ResponderExcluir
  3. Biscoiteira ou não, tudo tem solução, sabia? Já ouviu falar em malhação? Pois é, essas atrizes lindas malham pernas, bumbum e barriga, e se esquecem do braço. Sou personal trainer e muitas meninas tem medo de malhar braço, tem medo de ganhar músculos e ficar igual homem. Não sabem que o corpo precisa estar proporcional. Já os homens têm uma tendência de não gostar muito de malhar perna. Dai fica aquela coisa estranha, braços fortes, pernas magrinhas.Então aqui vai a minha dica pra quem é biscoiteira (realmente esse termo é bem feio), mas é isso. Tem solução sim. Coloca esse bíceps e triceps, ombro, peitoral e costas pra malhar. Você que é biscoiteira vai acabar com um bracinho de dar inveja pra muitas modeletes por aí. Bjos!!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário! É muito bom saber o que você achou sobre o blog ou determinado post porque afinal nós fazemos tudo isso para vocês, leitores.
Então não se acanhem! Opinem, comentem!
Beijos
Mari e Jessica