sexta-feira, 16 de março de 2012

Mudar


   Tem uma música que diz que "a vida muda como o clima". Hoje, ao olhar para o céu e ver algumas nuvens se formando, pude perceber que isso é verdade. Ou pelo menos, que queremos que seja.
  Ninguém consegue ficar com a vida estagnada por muito tempo. Todos, até aqueles aversos à grandes mudanças, não desejam que sua vida fique no marasmo, estacionada naquele mesmo lugar para sempre. É preciso crescer, evoluir, seguir em frente.
   Mudanças quase nunca são fáceis. Na maioria das vezes chegam e deixam tudo de penas para o ar. Eu costumo comparar isso a um tornado, um castelo de areia desmoronado, ou até mesmo como aquele grande nó que surge nos nossos fones de ouvido. Seja qual for a metáfora, a solução é sempre a mesma: encarar aquela situação e ir arrumando o que saiu do lugar, reconstruindo o castelo e, aos poucos, tentando desatar os nós.
   Mas no final de tudo vemos que estamos diferentes. Esse é o lado bom dessas viradas que a vida dá: nunca somos os mesmos depois delas! Aprendemos novas coisas, conhecemos outras e outros, descobrimos novos caminhos que jamais imaginaríamos. Crescemos e nos tornamos mais fortes!
   E novamente fazendo alusão ao clima: acredito que a vida seja como as quatro estações do ano. É preciso que o verão dê lugar ao outono, este ao inverno e assim sucessivamente. Para ninguém morrer por excesso de calor ou frio. Para manter o equilíbrio e deixar as coisas fluírem. E a vida acontecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário! É muito bom saber o que você achou sobre o blog ou determinado post porque afinal nós fazemos tudo isso para vocês, leitores.
Então não se acanhem! Opinem, comentem!
Beijos
Mari e Jessica